Notícias

O Bull Terrier – Tudo o que você precisa saber para conhecer a raça

O Bull Terrier – Tudo o que você precisa saber para conhecer a raça

Os Bull Terriers são bem forte, mega teimosos, porém, muito carinhosos e atenciosos. Por muitas vezes são chamados de pai do Pit Bull, ou cão que deu a origem aos mesmos, no entanto, não tem nada haver, eles são bem diferentes, para isso, é necessário conhecermos mais sobre os Bull Terriers.

 

Origem do Bull Terrier

 

O Bull Terrier Inglês têm suas origens diretamente ligadas aos combates de cães, na Inglaterra, haja visto que os combates eram entretenimento muito apreciado na Europa antiga.

No século XIX o Bulldog era utilizado para o combate com Touros, devido a ser um cão que mordia e sufocava suas vítimas até o fim do combate. Porém em 1835 entrou em vigor uma lei que proibia esse tipo de combate entre animais, iniciando-se os combates clandestinos entre cães.

Surgiu então a necessidade de cães mais rápidos e ágeis, cruzou-se então o antigo Bulldog com o também antigo Terrier local, que ficou com o nome de Bull And Terrier, que foi o primeiro exemplar, do cão que serviu como base para a formação dos cães do grupo Terrier (Bull Terrier, American Staffordshire Terrier, American Pitbull Terrier, Staffordshire Bull Terrier).

Na década de 1860, James Hinks fez a cruza do Bulldog com o English White Terrier, buscando estabelecer a cor branca, posteriormente com o Dálmata e apresentou o resultado em uma exposição canina, onde ganhou vários admiradores.

A raça foi registrada pela primeira vez em 1887 pelo The Bull Terrier Club (UK) e desde então sempre teve muito sucesso por sua beleza exótica.

 

O Aparência e Comportamento

 

Dono de uma construção muito forte e musculoso, equilibrado e extremamente ativo, determinado e inteligente, eles não param nem por 1 segundo, sempre dispostos para o que der e vier, adoram atividades, passeios, parques, etc…

Corajosos, espirituosos e amorosos e muito divertidos, irreverentes e cômicos, a característica principal do Bull Terrier moderno é sua cabeça em forma de ovo (livre de stop).

Adoram companhia, não gostam muito de ficar sozinhos, também gostam de crianças e outros animais que também aceitam bem seus parceiros.

Donos de personalidade forte, são obstinados, quando querem algo, vão lá e fazem, são teimosos, exigindo um pouco de pulso firme para controlar essa personalidade, e educar o seu cão, evitando assim, alguma atitude que venha a lhe desagradar no futuro.

Porém são extremamente inteligentes, e são fáceis de serem treinados.

 

Exercícios e Socialização

 

Devido a seu porte físico avantajado, o Bull Terrier precisa de exercícios diários, de modo que eles livrem-se do stress e não desperte o seu alto poder destrutivo e claro, desconte nas coisas de cada ou do seu quintal.

Muito recomendado, pode ser um bom passeio diário de 30 minutos a 1 hora em média, isso lhe cai muito bem, pois irá fazer exercício e socializar ao mesmo tempo, não ficando preso somente a caminhadas, o Bull Terrier também é súper indicado para corridas, trilhas e outras atividades ao ar livre.

 

As cores do Bull Terrier

 

Tendo como os queridinhos os Brancos e os Piratas, o Bull Terrier pode ser classificado como Branco e Colorido, sendo:

  • Branco: o branco pode ser todo preenchido ou branco predominantemente com marcações coloridas na cabeça (olhos ou orelhas), do lado direito, do lado esquerdo, ou até mesmo ambos os lados. Marcações pelo corpo são indesejáveis.
  • Coloridos com Branco: O Bull Terrier colorido com branco, é predominante colorido em suas pigmentações de cores e geralmente tem fortes marcações brancas no focinho, colarinho, peito, barriga, pernas, patas e na ponta do rabo.
  • Coloridos Sólidos: Coloridos com quase nenhuma marcação branca, podendo ter uma pequena mancha no nariz, bem como no peito e nas pontas dos dedos.

O Bull Terrier predomina nas cores Tigrado, Preto, Fulvo ou Baio e Tricolor (preto, baio e branco), no Padrão Oficial da Raça, nos coloridos a preferência é para o Tigrado.

 

Cuidados, alimentação e higiene do Bull Terrier

 

Por se tratar de um cão de personalidade forte, recomenda-se que inicie o treino de seu Bull Terrier cedo! A partir dos 4 meses é uma ótima idade.

O Bull Terrier é um cão bem teimoso e obstinado. Por isso, é recomendado que controle e eduque, para não incentivar e despertar o seu poder destrutivo, o cão precisa entender seus limites e quem é seu líder na “matilha”. Não precisa usar de força bruta e nem tons de vozes acima do normal, criando medo no cão, basta apenas ser firme e ter repetição em seu treinamento, com certeza terá sucesso!

No que tange aos banhos, uma vez a cada quinze dias é o essencial. Salvo em casos que realmente necessite, aí pode ser mais de uma vez a cada quinze dias!

Recomenda-se que verifique com frequência sua carteira de controle de vacinas e vermífugo, lembrando que:

  • Vacina Múltipla de Viroses: 1 vez anual (após ciclo inicial);
  • Vacina Antirrábica: 1 vez anual;
  • Vermífugo: 1 vez semestral (dose + reforço).

Cada região do país pode haver necessidades específicas de vacinação para finalidades especiais, é recomendável conversar com seu Médico Veterinário de confiança e verificar essa situação.

Também é interessante verificar um bom medicamento para o combate de pulgas e carrapatos, tendo hoje remédios para aplicar no dorso e remédios palatáveis (para ingestão).

Para a alimentação do Bull Terrier, recomendo ração Súper Premium, devido a ser um cão de muita estrutura e substância física, temos como obrigação dar as melhores condições para eles, com alimentos superiores, melhorando assim sua pelagem e pele, bem como sua saúde como um todo.

 

Conclusão

Pois bem, apresentamos para você muitas informações sobre o Bull Terrier, queremos agora que você nos conte como é a sua experiência com o seu Bull Terrier, caso tenha um, e caso esteja pensando em adquirir o seu, qual a sua expectativa!

Além disso, compartilhe em suas redes sociais!

 

Autor: Robson Difaro, criador Profissional da raça Bull Terrier Standard.

Website Oficial – https://canilbullterrier.com.br

Deixar comentário